Esportes

São Caetano e São Bernardo
vão decidir ou jogam antes?

  DANIEL LIMA - 14/09/2020

Os resultados dos jogos de volta das quartas de final da Série A-2 do Campeonato Paulista mantiveram as possibilidades de São Caetano e São Bernardo fazerem a decisão e, automaticamente disputarem a Série A-1 do ano que vem. As duas equipes se classificaram nas cobranças de penalidades máximas contra Monte Azul e Juventus e agora estão à espera dos desígnios dos resultados dos dois jogam que restam para a definição dos confrontos da fase semifinal. 

O primeiro jogo será disputado hoje entre Portuguesa e XV de Piracicaba (às 17h no Canindé) e o segundo amanhã entre São Bento e Taubaté (às 21h30 em Sorocaba). Na rodada de ida houve empate de um a um entre Taubaté e São Bento, enquanto o XV de Piracicaba venceu a Portuguesa por três a dois.  

Dependendo da combinação de resultados, poderemos ter o clássico regional já na semifinal, o que significaria a eliminação de uma das equipes da região do principal campeonato estadual do País na próxima temporada. Apenas os dois primeiros colocados (ou seja, os finalistas) sobem de divisão.  

Clássico provável?  

A classificação geral provisória do campeonato (que envolve a fase de classificação e a semifinal) é liderada pelo São Caetano com 30 pontos e nove vitórias. O São Bernardo também tem 30 pontos, mas tem apenas oito vitórias. Por isso, poderá ser superado tanto pelo São Bento (que pode chegar a 31 pontos e nove vitórias), como pela Portuguesa (que poderá somar 30 pontos e nove vitórias), caso as duas equipes mandantes vençam hoje.  

Se esses resultados se efetivarem, o São Caetano enfrentará o São Bernardo na semifinal (o segundo jogo, de volta, seria no Anacleto Campanella) e o São Bento jogaria com a Portuguesa (segundo jogo em Sorocaba).  

Para que não se dê um clássico regional na semifinal, a Portuguesa não pode superar o XV de Piracicaba no tempo regulamentar ou o São Bento não poderá vencer o Taubaté também no tempo normal.  

O regulamento determina que na semifinal o primeiro colocado enfrentará o quarto colocado na classificação geral e o segundo jogará com o terceiro colocado na classificação geral.  

Embora corra o risco de perder o primeiro lugar na classificação geral para o São Bento, o São Caetano já está garantido como semifinalista e mandante do segundo jogo.  

Perder o mando do jogo numa semifinal não é nada interessante, mesmo nestes tempos de pandemia, de portões fechados e de estatísticas que apontam as equipes visitantes alcançando resultados mais positivos do que nos tempos de estádios cheios.  

O São Bernardo conseguiu ser deslocado da primeira colocação geral ao final da fase classificatória porque ganhou apenas dois pontos que disputou com o Juventus. E só escapou da eliminação porque venceu na cobrança de penalidades máximas, critério de classificação em caso de igualmente de pontos e no saldo de gols do confronto. O um a um na Rua Javari e o zero a zero de ontem no Estádio Primeiro de Maio mostraram um São Bernardo previsível, lento, pouco mobilizado e incapaz de controlar o jogo como favorito que supostamente era.  

O São Caetano escapou de uma grande decepção após vencer como visitante o Monte Azul no Interior por um a zero. No jogo de volta, sofreu um gol aos 49 minutos do segundo tempo, perdeu por um a zero e só passou após a série de cobranças de penalidades máximas. 

Forças semelhantes  

Os jogos disputados até agora pelas quartas de final mostraram equipes com potenciais semelhantes, muito cansaço no segundo tempo porque jogaram sob condições de temperatura alucinante e uma perspectiva de mais dramaticidade nos dois jogos que restam na etapa.  

Ficar a reboque de data e horário definidos por interesses comerciais (o SporTV transmite todas as partidas dessa etapa) tem o custo do calor asfixiante. O jogo de ontem entre São Bernardo e Juventus começou às 10h. Os demais tiveram o período da tarde como janela aberta pela televisão.  

A transmissão dos jogos pela TV significa possibilidade de despertar o interesse de terceiros por eventuais destaques das equipes. É o lado positivo de uma equação que coloca a vertente econômica acima de cuidados atléticos. Faz parte do show do futebol dada vez mais entretenimento e negócios.  

Para quem gosta de cálculos matemáticos, o futebol da região flutua numa grade de probabilidades de sucesso entre zero e 100%.  Pode parecer óbvio, mas não é ao se considerar para valer o que o encontro das águas dos confrontos que virão decidir. Zero por cento seria a resposta mais pessimista. Significaria que o São Caetano e o São Bernardo não se defrontariam na semifinal e seriam derrotados pelos respectivos adversários.  

Já um confronto entre São Caetano e São Bernardo na semifinal significará que o futebol da região terá um representante na Série A-1 do ano que vem, independentemente do vencedor da finalíssima. Já o futebol da região terá aproveitamento total na competição se São Bernardo e São Caetano se enfrentarem na finalíssima.  

Os dois primeiros colocados da Série A-2 desta temporada vão substituir os rebaixados Água Santa de Diadema e o Oeste de Barueri.

Leia mais matérias desta seção: