Esportes

São Caetano e São Bernardo
podem comemorar acesso

  DANIEL LIMA - 31/08/2020

O futebol do Grande ABC pode comemorar duplo acesso à Série A-1 do Campeonato Paulista nas próximas semanas. São Bernardo e São Caetano estão classificados entre os oito primeiros e agora vão jogar em casa nas quartas-de-final como mandantes do segundo jogo de mata-mata. Mais que isso: caso não se cruzem na semifinal, segunda etapa eliminatória, poderão decidir a final em dois jogos. Restaria saber quem faria o segundo jogo como mandante.  

A possibilidade de o futebol do Grande ABC ganhar reforço na próxima Série A-1 é real. O Santo André poderá ter a companhia de um ou de até dois rivais tradicionais. Os dois primeiros colocados ocuparão vagas que se abriram na Série A-1 desta temporada. Oeste de Barueri e Água Santa de Diadema foram rebaixados.  

São Caetano e São Bernardo não se enfrentariam antes da final caso se mantenham nas duas primeiras posições na classificação acumulada. O regulamento determina que o primeiro colocado da fase classificatória, encerrada ontem, enfrentará nas quartas de final o oitavo colocado, enquanto o segundo jogará com o sétimo.  

Posição e acumulação 

O São Bernardo terminou em primeiro lugar com 28 pontos e enfrenta o Juventus que somou 22. O São Caetano somou 27 pontos e joga com o Monte Azul, com 22. O terceiro colocado (Portuguesa com 27 pontos) joga com o sexto colocado (XV de Piracicaba com 23 pontos) enquanto o São Bento (quarto colocado com 27 pontos) joga com o quinto colocado (Taubaté com 24 pontos).  

Caso todas as posições classificatórias da primeira fase sejam mantidas, o regulamento determina para os jogos de semifinais que o vencedor do confronto entre São Bernardo versus Juventus enfrentaria o vencedor de São Bento versus Taubaté, enquanto o vencedor de São Caetano versus Monte Azul enfrentaria o vencedor de Portuguesa versus XV de Piracicaba. Mas esses cruzamentos podem sofrer mudanças. O regulamento determina que na semifinal a equipe de melhor campanha enfrenta a quarta melhor campanha entre os classificados, enquanto o time de segunda melhor campanha jogará com o de terceira melhor campanha.  

Portuguesa centenária 

Isso quer dizer que aos pontos acumulados na primeira fase se somarão os seis pontos em disputa por cada equipe nas quartas de final. Um exemplo de que tudo pode mudar: o São Bernardo pode ir à semifinal com dois empates contra o Juventus e uma vitória na cobrança de penalidades máximas. Nesse caso, ganharia apenas dois dos seis pontos em disputa. Poderia ser superado por uma ou mais equipes que a seguiram de perto na fase de classificação: São Caetano, Portuguesa e São Bento fizeram 27 pontos cada.  

O possível cruzamento nas semifinais não seria o desejado por um São Caetano que se recuperou fortemente no campeonato nas últimas rodadas. Há preocupação com a possibilidade de enfrentar a Portuguesa de Desportos, entre outros motivos porque é o centenário de fundação da equipe da Capital e isso tem despertado onda de simpatia da mídia paulistana. Teme-se influência no ambiente da disputa.  

O São Caetano não vai assumir oficialmente que teme sobretudo pressões sobre a arbitragem. Até porque ainda tem de passar pelo Monte Azul. Há também um alerta como sobrepreço: o rebaixamento na temporada passada como efeito de estupro do regulamento que beneficiou o Água Santa de Diadema. O São Caetano jamais se conformou com a decisão. 

Mando da decisão  

No caso de São Bernardo e São Caetano decidirem o título em dois jogos, a dúvida que poderá permanecer até o segundo jogo de volta do mata-mata da fase semifinal é sobre o mandante. O São Bernardo tem um ponto de vantagem (28 a 27) mas poderá ser superado pelo adversário. Basta que o São Caetano se classifique à finalíssima com um ponto a mais que o rival regional e sustente a vantagem no saldo de gols (nove contra sete ao fim da fase classificatória). 

Embora a Federação Paulista de Futebol continue a produzir regulamentos com textos complexos, que induzem a interpretações nem sempre invulneráveis (sem contar equívocos monumentais), o parágrafo 2º do Artigo 13 determina que: “Entende-se por melhor campanha o maior número de pontos ganhos acumulado pelo clube, seguindo, se necessário, a ordem de critérios de desempate prevista no caput deste artigo, considerando-se todas as fases da competição”.  

Como se observa, não é exatamente um primor de objetividade. Como tantos outros dos muitos artigos, parágrafos e incisos do regulamento. A Federação Paulista de Futebol precisa juntar aos formuladores de regulamento alguém destrinche sem subjetividades a língua portuguesa. Muita gente faz contas e dá como garantido o mando de jogo do São Bernardo numa eventual finalíssima, caso passe pelos próximos dois adversários na fase de mata-mata. Classificação é uma coisa bem diferente de acumulação de pontos na campanha -- não apenas na fase classificatória. 

Leia mais matérias desta seção: