IMPRIMIR


Sociedade

Problemas seguem os mesmos
apontados há duas décadas

DANIEL LIMA - 16/05/2018

Quais seriam os três maiores problemas da região que o leitor apontaria se recebesse um questionário que o colocasse em confronto com a realidade em que vive na região? Fizemos essa pergunta (e outras mais) em meados de 1999, portanto há 19 anos, num trabalho que chamamos de Pesquisa LM, à frente que estava da revista LivreMercado. Do total de 558 leitores vips daquela publicação que receberam o questionário, 186 responderam.  

Sabem como foi a participação dos leitores? Por meio de fax. Sim, naqueles tempos não havia nem sinal de aplicativos de celular. A Internet ainda era rudimentar. Mas havia participação bastante expressiva.  

Desconfio que, com todas as facilidades tecnológicas de agora, se repetisse aquela operação com os leitores que recebem CapitalSocial pelo Whatsapp, o índice de respostas seria bastante inferior. O pessoal está tão atolado de mensagens dos mais diferentes grupos com os quais se relaciona que não existe mais espaço para o foco. Como isso, a cidadania se perde num mundaréu de demandas tipo coito interrompido. 

Na verdade, os leitores responderam a quatro questões. Sobre as demais escreveremos outro dia.   

Seria capaz o leitor de hoje de apontar os três maiores dramas da região? Naquela oportunidade, 19 anos atrás, apresentamos respostas múltiplas. A sugestão é que apontassem as três principais entre seis alternativas. Leiam: 

a. Esvaziamento econômico do Grande ABC.

b. Crescimento do contingente de excluídos, que coloca em risco cada vez maior a parcela menor de incluídos.

c. Falta de políticas regionais para enfrentar a globalização.

d. Falta de horizonte econômico regional para dar prosseguimento à carreira profissional.

e. Excesso de concorrência para iniciar empreendimento próprio.

f. Desprestígio político-institucional do Grande ABC junto a esferas estadual e federal como fator inibidor de reação regional.  

Prevalecimento de oba-oba  

Antes de oferecer aos leitores os resultados daquele trabalho, que, no fundo, não divergem do quadro atual, gostaria de fazer uma intervenção que contextualiza esse resgate. Que contexto? O de que, apesar do oba-oba ainda presente entre agentes públicos, principalmente, mas também de falanges empresariais e sobretudo da mídia, sobretudo do Diário do Grande ABC, então sócio majoritário da revista LivreMercado (mas sem qualquer influência na linha editorial sob minha responsabilidade), já alertávamos a todos sobre os problemas regionais.  

Se ainda hoje aparece um otário invertebrado e ética e desfila fanfarronices econômicas e sociais para agradar mandachuvas e mandachuvinhas que vivem no bem-bom enquanto a maioria da população sofre com o empobrecimento regional, imaginem naqueles tempos. Sem pretender-me vítima, porque não o era e não o sou em defesa da realidade dos fatos, havia sórdida campanha intramuros públicos e empresariais para tentar minar a resistência de LivreMercado.  

Tudo em nome de uma oposição estúpida à verdade de que partir da revolução dos metalúrgicos no chão de fábrica, passando pela eleição de Collor de Mello com uma abertura econômica ousada e, sobretudo, com a ensandecida guerra fiscal acrescentada pela destruição das pequenas indústrias da região durante o governo Fernando Henrique Cardoso, entramos numa espiral de desmonte da economia regional.  

Resultados decifrados  

Feita essa contextualização, vamos finalmente aos resultados daquela enquete? As alternativas que apresentaram maior incidência de respostas (a-b-f) tiveram o total combinado de 50 respostas – isto é, 50 dos 186 leitores optaram em suas respostas por essas três alternativas. De forma sincronizada. Os demais preferiram essas alternativas em combinações diferentes inclusive com as demais propostas. Apenas 33 dos 186 leitores (17,7%) não indicou a alternativa “a” em suas opções. Participaram da Pesquisa LM leitores assíduos da revista LivreMercado, a totalidade das quais envolvida direta e indiretamente com a economia regional, casos de advogados, médicos, pequenos, médios e grandes empreendedores, executivos públicos e privados e representantes dos Legislativos, entre outros. 

Seguindo nos resultados da enquete, 82% optaram pela alternativa “a”, 69% pela alternativa “b” e 55% pela alternativa “c”. A alternativa “c” teve 45% das opções múltiplas, contra 26% da “d” e apenas 6,5% da “e”. Traduzindo os números das três respostas preferidas pelos leitores: o esvaziamento econômico da região, longe de ser heresia, era uma constatação quase unânime e preocupava sobremaneira quem vivia na região. Tanto que a acentuada profundidade de exclusão social já não era algo abstrato, de domínio meramente teórico e ideológico de intelectuais.  

O fato de a questão sobre o aprofundamento das diferenças sociais ser a segunda alternativa mais incisivamente apoiada pelos leitores decorria provavelmente dos ascendentes índices de criminalidade na região – situação que se reverteu completamente a partir de 2002 com o assassinato do prefeito Celso Daniel e uma reviravolta na política de Segurança Pública do governo do Estado.  

A constatação de que a região apresentava frágil política e institucionalidade nas esferas estadual e federal revelava também o desencanto latente com a busca de saídas sociais e econômicas fora do território regional. Um recado implícito de que a região só teria sucesso na recomposição de forças se encontrasse seu eixo de desenvolvimento internamente, já que parece evidente o desencanto com a estrutura institucional centralizada do Estado e do País. 

Escolhas dos participantes 

Na sequência, os leitores poderão acompanharão as escolhas dos participantes da enquete de LivreMercado. Reparem bem nos participantes.  “ND” significa que os leitores não permitiram a divulgação das respectivas respostas.  

Abelina Madeira de Almeida (a, b, d), Adriano Ferreira Calhau (a, b, f), Alberto João Galantini (c), Alcindo João (a, c, f), Aleksandar Jovanovic (a, b, c,), Alessandro Zanoli Bernardo (b, d, f), Alfredo Rocha dos Santos (a, c, f), Ana Maria Bicalho Perrucci (b, c, f), Ana Maria Larente Frizon (a, c, d), Angela Athayde (c, d, f), Angela Tasca (a, d), Angelo Gaiarsa Neto (b, c, f), Antonio Carlos Cattai (a, b, c), Antonio Carlos Gogoni (a, b, f), Antonio Joaquim Andrietta (a, c, f), Antonio José Monte (a, c, f), Antonio Leite da Silva (a, b, d), Antonio Santos (c, e, f), Antony David Miller (ND), Ary Silveira Bueno (b, c, d), Benedito Carlos Maragno (a, b, c), Bob Sharp (ND), Camila Socreppa Fonseca (a, b, d), Carlos Augusto César Cafu (ND), Carlos Cavalheiro (a, b, f), Carlos Eduardo de Carvalho (a, b, f), Carlos Luiz Vitiello (a, b, f), Cassia Maria Del Papa (a, b, d), César Garbus (ND), Claudio Augusto Rosa Lopes (a, c, f), Cláudio Martinez (ND), Cyro Masci (a, b, d), Dalila Teles Veras (ND), Daniel Palamar Menghini (a, b, c), Diniz Domingues Conde (a, b, f), Dorival da Rocha Mello (a, b, f), Dorival Pereira de Souza (a, b, f), Edison Roberto Parra (a, c, f), Edson Caetano Mazucatto (a, b, d), Edson Carlos Ceruti (ND), Edson Eden dos Santos (ND), Edson Lopes dos Santos (a, b, f), Elian Saraiva Barbosa de Santana (a, d, e), Emílio Jaldin Calderon (a, b, c) (ND), Ernesto Albuquerque DAndrea (a, b, d), Eugenicio Severino da Silva (a, c, f), Eugenio Belmonte (c, d, f), Fábio Duílio Pisaneschi (a, b, d), Felix Saverio Majorana (a, b, f), Ferdinando Cosmo Credidio (a, b,), Fernando de Azevedo (a, b, c), Fernando de Paula (b), Fernando Henrique Nogueira (c), Fernando Jorge Ferreira (b, c, d), Fernando Tadeu Perez (a, b, c), Filipe dos Anjos Marques (a, b, f), Franco Masiero (a, b, c), Gevilson Camata (a, b, d), Gilson Menezes (a, b, f), Giorgio Guardalben (a, b, f), Guilherme de Jesus Paulus (a, b, f), Heitor Brandi Vieira (a, b, d), Heleni de Paiva Lino (a, b, f), Hélio Mitsuo Tanaka (a, b, f), Heloisa Maria Gomes (b), Hiroyuki Minami (ND), Humberto Sérgio Batella (a, c, f), Idivaldo da Cunha (ND), Irineu Bagnariolli Júnior (a, b, f), Ivan Cavassani (a, b, f), Ivan Martins (a, c, f), Ivete Garcia (a, b, d), Jacob Daghlian (ND) Jaime Guedes de Souza (a, b, f), Jalner Marcos Reis (a), Jane Calvitti (a, b, f), Jayme de Oliveira Júnior (a, b, f), Jerson Ourives (ND) João Ricardo Santa Rosa (a, b, c), Joaquim Henrique dos Santos (a, b, f), Jorge Eduardo Cestari Felix (a, b, d), José Antonio Davantel (ND), José Batista Gusmão (ND), José Cardoso da Silva (b, d, f), José Carlos Brunoro (a, b, f), José Carlos de Lira (a, c, f), José do Nascimento (a, b, f), José Eduardo Giorfi (ND), José Fioravanti Conde de Lima (a, b, e), José Francisco Alves (a, b, c), José Luiz Heierling (b, c, f), José Luiz Rodriguez (ND), José Miguel Fagundes (a, c, e), José Ricardo Oliva Hernandes (b, c, f), José Ricardo Tomazeli Campos (a, b, f), José Roberto Manzoni (a, c, f), José Vicente Guerra (a, b, d), José Walter Tavares (a, b, d), Juan Alexandre Suarez (c), Juarez de Marcos Jardim (a, c, d), Julio Abel Maria (a, b, c), Jurailton Calixto da Silva (a, c, f), Karin Edith Krause (a, c, d), Klinger Luiz de Oliveira Sousa (a, b, f), Lauro Gilmar Teixeira (b, c, f), Levi Fornasieri (b, c, f), Lourdes Massolini (a, f), Lourival Vitor Cardoso (a, b, f), Luadir Lino Grechi (ND), Luciano Sathles (ND), Luiz Antonio Lepori (b, c, f), Luiz Cesario França (a, c, f), Luiz Gonzaga Alves (a), Luiz Moan Yabiku Júnior (ND), Luiz Trindade (a, c, f), Marcelino Luz Alves (b),  Marcelo Augusto Vallim Rosa (a, c, f), Marcelo Gallo (a, b, f), Marco Aurélio Brietzke (a, d, f), Marco Lucio Tancradi (ND), Marcos Marcelino (a, c, f), Maria Augusta Paranhos Faro (a, b, c), Maria do Rosario de Lima (b, c, f), Maria José Rodrigues de Freitas (a, c, d), Maria Miriam de Lima Ferrari (ND), Mário Massao Ishihara (a, c, f), Mauricio Langreney (b, e, f), Maurício Mindrisz (ND), Mauro Andrietta (a, c, f), Milton Bigucci (a, b, f), Miriam Belchior (a), Moacir Barbosa de Mello (a, b, f), Nelson Roberto Mazzucatto (a, b, d), Nestor Pereira (a, b, d), Nívio Roque (b, c, f), Octavio Leite Vallejo (ND), Octavio Manente Júnior (ND), Orlando Pavani Júnior (a, c, f), Paolo Cristiano Gambogi (ND), Paulo Hoffman (a, b, f), Paulo Rafael Sandrim (a, b, d), Paulo Roberto de Francisco (ND), Pedro Antonio Batissaco (a, b, f), Pedro Silvério de Oliveira (a, c, f), Plínio Ramacciotti (a, c, d), Priscila Pereira (ND), Raquel Ferreira Piva (a, b, f), Renê Naves (a, b, f), Ricardo Alvarez (b), Ricardo Fioravanti (a, b, d, f), Ricardo Fonseca (ND), Richard Iasbeke (a, d), Roberto Antonio Filetti (a, c, f), Roberto Caetano di Fonzo (a, b, d), Roberto de Castro Pereira (a, d, e), Roberto Folgueral Rodrigues (a, b, f), Roberto Herrera (a, b, c), Roberto Vaz Galiano (a, b, f), Robson Mancini (a, c, f), Rogério da Silva Fragale (a, b, c), Rogério Gherbali (a, b, c), Romualdo Magro Júnior (a, b, f), Rosana Carnevalli (a, c), Rosangela Caetano (b, c, d), Sebastião Marques Zanforlim (b, e, f), Sérgio Novais (b, d, f), Shotoku Yamamoto (a, b, d), Sueli  Bellon (a, d, f), Terezinha Pasqualini Miquelin (a, b, f), Ubirajara Rioto (a, c, f), Uilson Carlos Bastos Coimbra (c, d, f), Valdinéia Tereza Bastos Cavalaro (a, b, f), Valdison Moreira (a, b, f), Vera Lúcia de Gusmão (a, c, f), Vera Lúcia Gonçalves Dias Mazzoni (a, e, f), Vera Lúcia Maluly (ND), Virgílio do Prado (a, b, f), Vladimir Chiea (ND), Wagner Innarelli (a, b, f), Wagner Zago Nogueira (a, b, f), Walter Bottura Júnior (a, c, f), Walter Sérgio Ferraresi (a, b, d), William Pesinato (a, b, d), Wilson Afonso Rosa (a, c, f), Wilson Donizetti Cataldi (a, b, d), Wilson Roberto Bonfim (b, c, f).



IMPRIMIR